BEDA #25 Inspiração de Fotos com as Amigas

25 abril 2017

Oi, sei que já fiz um post desse por aqui, mas resolvi trazer novamente com novas ideias, novas fotos, pra quem sabe te inspirar a chamar seus melhores amigos e sair por ai tirando várias fotos.
Não sei vocês, mas gosto de fazer umas sessões de fotos as vezes, é sempre muito divertido, né?


Sei que nem sempre a gente consegue o efeito que desejamos, que às vezes a gente fica "nossas fotos não são tão boas" "as fotos de fulana são melhores" mas sério, esqueçam isso, o que vale é a diversão. Depois com uma boa edição, você consegue deixar tudo do jeitinho que desejar.








Gosto de fotos feitas ao ar livre, além de tudo vocês ainda podem passear e se divertir. Ir naquele parque que vocês estão marcando a décadas e não arrumam tempo pra ir, ir naquela livraria que abriu perto de casa, naquele café super fotogênico, vale qualquer coisa. 





Testem novas poses, efeitos, ângulos e eu tenho certeza que uma hora as fotos vão sair exatamente como vocês sonharam! 

Conta ai nos comentários se vocês também são o tipo que gostam de sair por ai fazendo poses, ou se são os que sempre tiram as fotos! 

Beijinhos.


BEDA #24 Eu li: O Ar Que Ele Respira

24 abril 2017

Oi, como vocês estão?
Eu estou bem feliz, que esteja conseguindo voltar a trazer resenhas pra vocês aqui no blog! Dessa vez trouxe a resenha de " O ar que ele respira" que foi muito bem falado há uns meses atrás.


Sinopse: O novo romance da autora de Sr. Daniels. Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

Resenha: Nesse livro vamos conhecer Tristan e Elizabeth, ambos tem seus dramas pessoais e por mais diferente que eles sejam, eles carregam uma coisa em comum: A dor de ter perdido alguém que amavam muito.
Elizabeth perdeu o marido e tem que cuidar da filha, com isso acaba ficando um ano na casa da mãe, mas sente que está na hora de voltar para sua casa, sua rotina, seu antigo trabalho e fazer as coisas voltarem a dar certo. O que ela não esperava, é que ela teria que se acostumar com um vizinho bem esquisito, que não cuida da própria aparência, que não liga para nada do que os outros dizem e que é muito grosseiro com as pessoas.
Temos o ponto de vista de ambos e podemos entender um pouco o romance, as dores, as coisas que os levam a tomar certas atitudes.
Ele sempre tenta ferir as pessoas com a maneira que fala, tenta sempre afastar qualquer tipo de afeto, isso fica bem claro.

O livro é cheio de dor, você consegue ver que a autora quis realmente mostrar a parte dolorosa de tudo, mas infelizmente eu não consegui me apegar muito.
Eu estava numa fase bem ruim, e estava com as expectativas enormes pra esse livro desde que foi lançado, mas acho que pelo fato de não estar muito legal, eu acabei não conseguindo me envolver tanto com a história.
Mas é um livro muito bom, trabalha a perda, a recuperação, a amizade e os recomeços.
Gostei bastante dos personagens secundários também, na verdade gostei dos personagens em si, porque era como se eu realmente pudesse ver todos eles.

Já comprei o segundo e espero aproveitá-lo de uma maneira melhor.  Assim que eu ler, trago resenha dele pra vocês também.

Beijinhos.

BEDA #23 Playlist Preferidos

Oi, já faz um tempo que eu fiz essa playlist, mas acabei não postando porque era pra sair no canal e como sabemos, o canal parou. Então trouxe pra cá e espero que gostem!

The Chainsmokers - Paris. 

Fiquei apaixonada por essa música, assim que ouvi pela primeira vez. 

Dodie - Sick of Losing Soulmates

Essa a mesma coisa, desde que eu ouvi pela primeira vez, foi amor haha <3 

Ed Sheraan - Castle on The Hill

Na verdade eu fiquei apaixonada pelo álbum todo, mas uma das minhas preferidas foi essa <3 E a de vocês? Qual foi? 

Cor de Marte - AnaVitória

Sei que já falei delas aqui no blog, mas se é uma playlist de preferidos, não poderia faltar. 

Ela encanta - Joana Castanheira

Sou apaixonada nessa versão dessa música <3 
Gosto da letra, gosto de tudo, meu Deus! 

Fiz essa lista a uns dois meses atrás, muita coisa já mudou, mas eu gosto tanto dessas músicas que não poderia deixar de lado. Quis compartilhar com vocês mesmo assim! 

Beijos. 
Comentem ai embaixo o que vocês andam ouvindo, vou adorar saber! 



BEDA #22 Ideias para Primeiras Páginas, Índice e etc - BuJo #2

22 abril 2017

Oi meus amores, como vocês estão?
Hoje eu vim falar pra vocês sobre as primeiras páginas do Bullet Journal - Lembrando que é a minha experiência, ok? Não é regra.

Antes de tudo você pode fazer seu próprio calendário, mas o próximo post é só sobre isso, então depois a gente fala mais.

Identificação 💛
Como eu peguei um caderno simples, eu coloquei a primeira página como identificação, mesmo que eu não leve o meu BuJo para os lugares.
É bom que você coloque um número de telefone, um e-mail pra contato e tudo mais, porque como vocês vão colocar coisas importantes, não é legal perder né?

Índice 💛
O índice no inicio não era muito importante na minha opinião, mas depois que eu comecei a fazer mais coisas, eu comecei a me perder. Levar tempo demais pra achar algo sabe? Então vi que o índice é realmente necessário hahaha
Você pode fazer como achar legal. Lembrando que antes de começar o BuJo é bom você numerar todas as páginas, exatamente para isso, pra conseguir se achar.



Como sempre, fui lá no Pinterest e procurei alguns exemplos pra vocês. 
No meu caso por exemplo, eu anotei "Ideias para posts" e ai coloquei na frente "Página 14", entenderam? Bem simples, só pra quando você precisar achar alguma ideia, algum gráfico, você conseguir. 

Aniversários 💛
Não é uma página necessária, mas é bom pra gente não esquecer de desejar parabéns para aquele amigo especial, ou aquela pessoa da família. 
Não tem muito segredo, você pode fazer um layout bonitinho se preferir, mas pode fazer algo em lista se for melhor pra você. 


O que eu fiz no meu, foi mais ou menos assim, mas coloquei todos os balõezinhos em uma página só (não recomendo). O bom é que com o tempo você vai vendo o que funciona ou não pra você e vai moldando. 


No próximo eu com certeza farei assim, bem mais simples. 

Lembrete: Todas essas "primeiras" páginas, tirando a identificação, vem depois da Legenda, que eu mostrei no post anterior. É bom deixar a legenda antes porque assim você consegue entender melhor as coisas. 

Você também pode criar uma página de Metas, uma Wishlist e coisas do tipo, dessas que é bom a gente ter logo no início pra não se perder depois, sabe? 



Em breve eu quero começar a trazer fotos do meu BuJo, mas em breve. Eu também estou começando e apesar de eu já ter feito muitas coisas, são todas em fases de adaptação. Assim que eu me organizar melhor, mostro o meu pra vocês. 

Bom, por enquanto é isso. Semana que vem eu já trago um novo post sobre o assunto! 
Não esqueçam de me dizer se gostaram, se querem ver mais posts do tipo e enfim <3 

Beijinhos. 


BEDA #21 Eu Li: O Amor nos Tempos de Likes

Oi, finalmente voltamos com as resenhas! Uhuuuuul.

Vamos começar falando sobre o livro "O amor nos tempos de likes", escrito pela Pam Gonçalves, Bel Rodrigues, e Pedro e Hugo do canal Pedrugo.
O livro é dividido em três contos!


Sinopse: Quatro grandes booktubers se unem em uma coletânea que reinventa contos românticos na era digital Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em O Amor nos tempos de #likes, quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam Orgulho e Preconceito (Pam Gonçalves), Dom Casmurro (Bel Rodrigues) e Romeu e Julieta (Pedrugo).

Resenha: Próximo Destino: Amor - Pam Gonçalves 
Eu decidi que faria por contos, então vamos começar.
Como eu já tinha lido "Boa noite", eu fui com as expectativas altas, não me decepcionei, mas também não me surpreendi tanto.
Vamos conhecer a Liz, uma das maiores Youtubers teens do momento. Está perto dos dias dos namorados e ela recebeu a proposta de uma marca pra fazer um vídeo sobre o amor, porém ela não acredita muito nisso, então o que era pra ser uma tarefa fácil, acaba sendo bem mais difícil. Ela está indo para a casa dos pais e acaba ficando presa no aeroporto por um tempo, onde conhece Will e acaba aprendendo muitas coisas nesse meio tempo.
Confesso que fiquei com um gostinho de quero mais...

(Re)começos - Bel Rodrigues
Esse sem dúvida nenhuma, foi o meu conto preferido.
Teremos a Madu, uma menina que viveu uma história de amor abusivo por cerca de um ano, e com isso acabou tendo certas marcas, mas mesmo assim continuando a ser uma garota forte.
Ela está indo comemorar o seu aniversário em uma viagem sozinha em Búzios, porque tudo que ela precisa é de respirar novos ares, então arruma suas malas e embarca numa experiência única.
Chegando lá, ela decide dar uma volta e encontra um Pub com uma proposta bem diferente: Não tem iluminação, então você só entra, conversa com alguém e quem sabe depois acaba arrumando um encontro. Nesse "encontro" a gente acaba descobrindo muitas coisas, vendo muitas coisas e nossa, dá pra se envolver super com os personagens.
Eu com certeza, queria um livro maior sobre o assunto e a história. A Bel arrasou!

337 KM - Pedro e Hugo
Amor á distância sempre mexe muito comigo, então... 
Ramon e Julio se conhecem através de um grupo no Facebook, onde textos autorais são compartilhados. Eles começam a conversar e acabam trocando seus números de celular e afins. As conversas acabam evoluindo um pouco e eles decidem que querem se ver.
Esse conto é cheio de referências da atualidade, coisas que a gente lê e se identifica. É muito gostoso de ler, mas acho que se eles tivessem um espaço maior a história poderia ser ainda mais gostosa.

O livro tem uma diagramação linda, uma letra muito boa e a estética em si é maravilhosa.
Foi tudo bem dividido e as histórias são muito gostosas de serem lidas.
Todos mostraram bem o nosso mundo atual, usando bem da tecnologia, das referências, citações e afins, você consegue se envolver bem com o livro <3

Me digam ai nos comentários se vocês já leram, se gostaram, se tem vontade...

Beijos!

BEDA #20 Playlist: Cloves

20 abril 2017

Oi, como vocês estão?
Mais uma vez estou aqui pra apresentar pra vocês músicas que descobri no spotify. Ouvi uma música dela na série The Vampirie Diaries, ai fui pesquisar mais e acabei me apaixonando <3

Don't Forget About Me 
"If I fall, can you pull me up?
Is it true, your watering up
And when I'm tired, do you lay down with me?
Am I here so I can sleep without you?"

Essa foi a música que eu conheci pela série <3 

Everybody's Son
"It's funny what you find
When you're not looking for it
I've known you all my life
Didn't know that I could feel this
Blinding the perfect places
Only we can go
Driving in that old car
On that dirty road"


Essa também aparece na série e é uma das minhas preferidas. 

Better Now
"Then I hear you leave
And I'm happy
Just for a moment I'm free
Then it dawns on me"

Frail Love 
"Silence is what I fear
Are you, are you here?
A tide of tears I pay for you, my love"
As músicas tem sempre um toque mais triste, não sei explicar, mas gosto delas mesmo assim e sempre as ligo na série, porque a maioria toca em the vampirie diaries ou em the originals. <3 

Vocês já conheciam? Gostam das séries? Das músicas? 

Comentem ai embaixo <3 vou adorar saber. Se tiverem bandas/cantores legais pra indicar, fiquem a vontade! 

Beijinhos. 

BEDA #19 Playlist: Ana Muller

19 abril 2017

Oi, como vocês estão?
Recentemente descobri uma cantora nacional e me apaixonei pelas músicas dela, claro que eu não podia deixar de compartilhar com você né?


As músicas dela são puro amor e eu descobri lá pelo spotify!
Vou deixar um pedacinho de cada música, só pra vocês se apaixonarem um pouquinho como eu. 

Escopo
"Preciso te dizer, meu bem
Não foi você que me fez bem
Eu acho que fui eu
Que me amei primeiro

Preciso te dizer, amor
Não foi você que me frustrou
Eu acho que fui eu
Que me frustrei primeiro"

Deixa 
"Hoje mais cedo pensei em ligar
Dizer que é bom escutar sua voz
Mas a verdade é que posso jurar
Nunca te ouvi
Que coração preguiçoso esse seu
Fica esperando sem nunca insistir
Você parece uma sensação
É bom sentir"

Não vá embora
"Sinto que o chão desce
Para longe dos meus pés
Quando você me aquece
E rega o que não era teu

Minto ao dizer que não sinto
Pressinto um calor mornim
Dentro do peito
Que agora é teu"

Me cura
"Me cura com essa tua técnica de amar
Eu não quero tua psiquiatria
eu quero ser teu lar
Larga essa medicina e vem me medicar
Só com doses bem pequenas que é pr’eu não surtar"

Árvore Seca
"Você, é só mentiras
É só tristeza
Árvore seca, dentro de mim
Já não dá flor, viu?

Causou em mim
O desamor viu
Melhor deixar, o vento vir
E te arrancar pela raiz"

Esse Ep tá maravilhoso, eu não me canso de ouvir ele <3 
Espero que vocês tenham gostado!
Me conta ai nos comentários se vocês já conheciam ela. E deixem cantores e cantoras nacionais pra eu conhecer. 

Beijinhos. 


BEDA #18 Como começar um Bullet Journal - BuJo #1

18 abril 2017

Oi, como vocês estão? A um tempinho atrás eu estava pensando em levar uma série de posts sobre BuJo para o canal, mas como o canal parou, a ideia também não foi pra frente. Porém, comecei a pensar que talvez também fosse legal trazer aqui no blog mesmo.

O primeiro post sobre o assunto, é sobre como começar o seu Bullet Journal, que é bem simples.

Você só precisa de um caderno e ai você escolher aquele que mais te agradar, pode ser com linhas normais, pontilhados (que é o que eu uso), quadriculado ou liso.



Esse é o que estou acostumada. Gosto dessas bolinhas porque elas facilitam muito na hora de desenhar, fazer gráficos e coisas do tipo.








Fora isso você só vai precisar de uma caneta. Bem simples né?

Logo nas primeiras folhas, nós vamos fazer a legenda, que é onde você vai anotar todos os símbolos que você vai utilizar durante o seu BuJo.

Separei algumas imagens do pinterest, pra mostrar pra vocês como é!

Como vocês podem ver, alguns são muito mais "enfeitados" que outros. 


Alguns bem mais simples. 


 E cada um tem as suas particularidades. 

Você pode ir adaptando pra você. Eu uso coisas mais simples, mas se você quiser fazer um simbolo para a faculdade, por exemplo, você pode. As pessoas sempre olham e falam " nossa mas eu não sou boa com desenhos, não sei fazer tal coisa, o meu não ficaria tão bonito" e ai acabam nem começando. 
Mas é pra ser útil e prático, não bonito. Óbvio que a gente quer ver tudo bonitinho, mas se não der, tudo bem também. 


Bom pra começar é muito fácil, no próximo post eu vou trazer algumas ideias e algumas coisinhas úteis. Corre pra começar o seu <3 

Me contem quais são os métodos de você de organização! 
Beijos. 



BEDA #17 Transbordo.

17 abril 2017



Quantos medos posso enfrentar por você? Quanta coragem posso ter pra te ter?
Quando você acha que seu coração está parado, sem vida e de repente bem no centro, acende uma luz. Quando ele volta a ter vida e isso reflete no teu corpo, na tua mente.
Quando você sente que tudo que precisa é de um pouco de coragem. Sinta, se jogue e transborde.
A pior parte de se apaixonar - pra mim - sempre foi a parte de aceitar e dessa vez não foi diferente.
O coração bate forte com a luz da notificação, com o nome brilhando na tela. O coração dispara ao ouvir uma voz que até pouco tempo era estranha pra você.
A mente viaja, pensando em coisas que podem ser realizadas por vocês.
O medo anda lado a lado com a coragem. Sussurra em meus ouvidos que é pra ter calma, o problema é que nunca fui mulher de metades. Ele pede pra ir devagar enquanto a coragem grita: Vai!
Posso pensar que ninguém conseguirá esperar por mim. Essa história, de dois corações ligados por corpos separados, essa história me assusta.
Me assusta que meu coração seja tão mais rápido que eu e atravesse cidades, estados, para o encontro dela. Me assusta que eu deseje ir com o meu coração.
Me assusta que os pensamentos sejam tão reais que quando fecho os olhos, sou capaz de a ver parada em minha frente. Sou capaz de imaginar seu sorriso pra mim, sua mão na minha.
Enquanto nego que não sinto, meu coração entrega, o corpo avisa e a mente viaja. Enquanto eu acho que tá tudo sobre controle, eu perco os sentidos, esqueço do que está por aqui.
Eu me jogo num mar de incertezas, enquanto a esperança tenta me jogar pra cima, pra superfície.
E eu subo, cada vez mais. Até que em um determinado ponto, acho que posso voar e então vôo. Vou ao encontro dela pra dizer que meu desejo é de ficar. E fico.
Fico por ela, por mim, pelo coração que merece paz, pelo corpo que precisa de forças. Fico por nós, desejando que ela seja tão minha, quanto sou dela.
Falo. Falo antes que seja tarde demais. E transbordo da minha maneira, jogando tudo que sinto em palavras que achei que  jamais seriam ditas.

BEDA #16 Eu sinto falta...


E desde que você se foi, tem sido assim. O dia se passa no automático e eu sinto falta do que já fui um dia e hoje já não sou mais.
Eu sinto falta das nossas brigas por posse do controle, sinto saudade das nossas histórias sobre o dia a dia, sinto falta de nós, da sua cara emburrada pela manhã, do seu olhar antes de dormir. Sinto falta do peso dos seus braços sobre mim, e sinto falta do cheiro da sua loção pós banho. Eu sinto saudade das suas músicas, dos seus programas ruins de TV, da sua mania insuportável de sempre deixar a toalha estendida sobre a cadeira da cozinha e eu sinto falta do seu sorriso. Caraca, aquele sorriso!
Você poderia separar seus sorrisos por categoria, sorriso de manhã, de saudade, de brincar, de maldade, sorriso cansado. E mesmo se houvessem mil categorias, eu amaria todas elas, eu amaria elas como eu te amei.
Eu sinto falta de quando eu tinha dias ruins, e chegava em casa com aquela cara de garotinha que acabou de levar uma bronca da mãe e você vinha ao meu encontro na porta. Não era necessário dizer, você só beijava minha testa e me puxava pra um abraço, e sabe, nada nunca resolveu mais os meus problemas do que aquilo.
Eu sinto falta de você sentando na cama que eu acabei de arrumar, sinto falta dos nossos abraços e das nossas conversas filosóficas sobre a vida e sobre o nada. Eu sinto falta de você, então por favor volta e não demora muito, porque eu odeio que um lado da cama fique frio, eu odeio que esse lado da cama esteja sempre arrumado. E não adianta pedir para que eu ocupe a cama toda, porque aquela  parte sempre será sua.
Volta e traz de volta suas coisas, suas malas, sua alegria, traz tudo de volta porque essa casa jamais seria a mesma sem você.