Ir embora

30 novembro 2014

Ser blogueira tem seu lado bom e seu lado ruim. Quando você está mal pode desabafar a vontade, mas tem que entender que uma vez na internet pra sempre na internet...
Hoje eu estou mal ,e cuido pelo que irei escrever porque sei que não dá pra voltar a trás.
Eu queria entender essas pessoas que falam de mim. Sou uma boa filha? Não, acho que não. As vezes acho que sou péssima. E se vim dizer que eu me faço de coitadinha você que vá se danar.
Do mesmo jeito que eu acho que sou péssima, as vezes acho que sou ótima.  Me mudei de casa, perdi os meus amigos ( naão perdi porque amigo não se perde, porém não convivo com nenhum mais)  perdi nota, fiquei correndo atrás, me senti mal, e em momento algum eu " explodi" , sempre tentei entender os motivos que me levaram ali , o que eu ganhei? Alguns amigos novos, recuperei minha nota e senti que eu sou mais forte do que imaginei, me senti segura comigo. Tentei. Tentei de novo e notei uma coisa. Eu sou capaz de qualquer coisa que eu quiser.
Sou capaz de ser a melhor aluna, sou capaz de ser boa amiga, sou capaz de passar em uma prova, conseguir um emprego, sou capaz de conquistar.
Porém existe uma coisa que eu não sou capaz. Lidar com o que sinto. Não entendo como é capaz pessoas que não fazem nada em casa, pessoas que xingam Pai e Mãe, pessoas que não tem respeito, ter mais liberdade do que eu. Tenho meus defeitos? Sim milhões, porém sempre respeitei, sempre fiz todas as merdas para agradar todo mundo. Mas quer um Conselho? Se você for assim, pare. Quanto mais você fizer, mais irão achar que você é " frágil " e vão te usar, vão te destruir aos pouquinhos. E no fim você não ganha absolutamente nada. Não to dizendo pra você desrespeitar ninguém, só queria impor mais o que eu sinto, ter mais coragem para dizer.
Dizer que estou cansada e não é frescura. Com 16 anos eu estou cansada, cansada de ter responsabilidades de mais e liberdade de menos. Absolutamente cansada.
" Você vai se arrepender no futuro, porque depois que cresce vê que essa era a melhor fase da vida " eu sei, ninguém precisa me dizer. Ninguém. Odeio ter crescido e sei vai piorar ( só não sei como ne, massss) quero logo entrar na faculdade, me entregar a algo que eu amo, escrever mais e viver, sozinha, viver tudo que eu ainda não pude, " você vai quebrar a cara " problema é meu.
Quero quebrar a cara, chorar, me reerguer, conhecer coisas novas, esquecer lá no cantinho da gaveta as velhas.

Eu prefiro sentir saudade ao invés de mágoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário