Mais que bons amigos

24 junho 2015



Dessa vez era diferente.
Ele era maduro. Ela uma menina.
Tinham a mesma idade, mas eram completamente diferentes.
Ambos com medo. Medo do sentimento que começava a corroê-los aos poucos, de mansinho, tomando todo espaço.
Sempre foram melhores amigos, talvez o sentimento já existia. Mas eles não sabiam, não faziam ideia.
Dois mundos estranhos resolvendo se cruzar. Era a dança, era o sorriso, era as brincadeiras e a paz que os fizeram desconfiar. Era o silêncio que não era ruim, eram as brigas que acabavam em brincadeiras, era a vontade de cuidar, de trazer pra si, não era como irmãos, era diferente. Só era.
Não queriam dar passos maiores do que podiam  alcançar, queriam ir com calma, queriam ter certeza, queriam ficar juntos.
Ele tinha medo de magoa-la, de fazer ela se sentir triste, porque a tristeza dela o matava. Tinha medo de se decepcionar com ela e ver que nada daquilo era real, ele tinha medo de destruir o pequeno castelinho de areia que construíram juntos . Tinha medo de estragar toda cumplicidade, todas as músicas compartilhadas. Era amor.
Ela tinha medo de o decepcionar, tinha um passado triste, relacionamentos mau acabados, uma bagagem e tanto nas costas. Ela tinha medo de destruir a imagem que ele construiu dela, tinha medo de não ser o bastante, teve medo de ser demais. De não aguentar estar a sua altura. Ele não sabia, mas ela o admirava.
Ela não sabia que o amor  era compartilhado. Pra ela o amor sempre foi música alta, coração batendo mais forte, loucuras, pra ela o amor era agitado. Pra ele o amor era distante, calmo, leve.
Juntos as batidas das músicas agitadas, acalmavam os corações.
Eles não tinham pressa, tinham a vida toda. E mesmo se não tivessem aquilo bastava.
Não pensavam no fim, porque ele não importava. Pensavam no agora.
Era tudo novo.
Era diferente. Era a melhor coisa que ambos já puderam provar.
Era o amor. Na forma mais calma, doce e inocente, Era o verdadeiro amor. Que não espera resposta, que apenas sente.

3 comentários:

  1. Que texto mais fofo!!!!

    Chega junto trazendo calmaria.... Maravilhoso!

    Saber respeitar os diferentes momentos da vida do nosso próximo e além de tudo com grande admiração!
    Sensacional!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ownn que fofo. Um amor simples e real. Sem pressa, sem agitação. Naquela calmaria que só Ele e Ela podem oferecer ao outro.

    Muito bom, ❤

    ResponderExcluir