Eu li: Por lugares incríveis

13 fevereiro 2016

Oi pessoal! A resenha de hoje é de um dos meus mais queridinhos, um livro que me arrancou muitas lágrimas - e talvez tenha me traumatizado.

Por Lugares Incríveis
Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 400

Resultado de imagem para por lugares incriveis

(Eu amo principalmente as capas em tons de verde/azul, e essa... é uma das minhas preferidas <3)

Sinopse: Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver. Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. 

Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Resenha: O livro é lindo. As cenas são construídas da maneira e hora certas, com descrições e acontecimentos em equilíbrio. Ao mesmo tempo em que sabemos os sentimentos dos personagens, nós também podemos imaginar muito bem a cena e a narrativa não fica arrastada, com as coisas demorando para acontecer.
Um livro muito profundo, em que é visto que algumas coisas são inevitáveis na vida. Algumas coisas, talvez sejam mesmo destinadas a ser o que são.
O livro tem capítulos alternados entre dois jovens, Violet e Finch. São diferentes mas ao mesmo tempo apaixonantes, e o fato dos dois narrarem faz a gente devorar o livro logo, quando vê que quanto mais eles se aproximam, mais felizes ficam. E claro que é isso que o leitor quer. Uma coisa que eu fiz lendo o livro todo, foi torcer pela felicidade dos dois. O livro tem um contexto relacionado a depressão, e esta foi tão bem exposta e construída, que quem lê sente essa tristeza espessa, como se em algum lugar da gente a gente sinta o abismo que sentem os personagens.
Uma lição de vida pra mim, chorei demais! Hahahhaha.

Personagens principais: Não tem muito o que falar. Violet é uma menina doce e que até tem amigos, mas não se sente viva. Mesmo tendo tudo, o que a leva a sentir essa tristeza tão grande é a morte da irmã.
Finch é um garoto meio amargo. Não acredita mais na vida, e já se acostumou com o mundo cinza, com a tristeza que sente. A tristeza dele é ainda maior, ainda mais assustadora, devoradora.

Gente, não vou falar dos personagens secundários por que... bom, por que eles mal aparecem na história e o livro não foca nem um pouco neles. Mesmo! Hahahaha.

E então, o que acharam da resenha? Espero que tenham gostado!

Beijos!



Paula Matcki

Nenhum comentário:

Postar um comentário