Eu li: Objetos Cortantes

18 abril 2016

Oooi pessoal. Como vocês estão?
Hoje a resenha é sobre um livro de uma autora que aprendi a amar muito, e pretendo ler todos dela.

Objetos cortantes
Autora: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Páginas: 256

Objetos Cortantes

Sinopse: Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível.
Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.
Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado.
Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

Personagem principal: Camiile Preaker é uma jornalista que se auto-mutila. Por ter tido uma infância traumática, ela sofre até hoje, tendo passado até por hospitais psiquiátricos para curar seu vício pela auto-mutilação. Porém, tudo muda quando ela vai para sua cidade natal para ter que investigar o assassinato de duas garotas, e acaba tendo que enfrentar seu passado e até a si mesma, o que gera muitas reviravoltas em sua vida, e na narrativa da história.

É uma personagem cheia de fraquezas e paranoias, suspeitando de tudo, tendo medo de tudo.

Resenha: Escrita instigante, detalhada e equilibrada, assim como deve ser todo livro de suspense. A autora soube equilibrar as descrições e profundidade da personagens e a ordem de acontecimentos, entre eles até flashbacks. Cheio de reviravoltas, Objetos Cortantes exala suspeita. Quando eu estava lendo, tive a sensação de que não podia acreditar em ninguém e pude sentir a hostilidade do ambiente, da cidade natal de Camille, e pude sentir a fragilidade da personagem, que é fraca e complexa.


Um dos melhores romances policiais que já li <3


É isso, pessoal. Espero que tenham gostado!

Beijos de amor e luz.

Paula Matcki




3 comentários:

  1. Meu conhecimento em romance policial se limita a Agatha Christie rsrs Nunca li nada dessa autora, mas parece ser muito bom! Parabéns pela resenha <3

    ResponderExcluir
  2. Realmente parece ser muito bom, adoro suspenses e ainda mais quando tem um drama no meio kkk
    Beijoos linda <3

    http://toboniita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser uma ótima história, deu muito vontade de ler, quando for na livraria vou procura-lo

    ResponderExcluir