BEDA #10 Tudo com Você

10 abril 2017

E eu reclamava dos olhos azuis e do cabelo loiro. Era sem graça, nunca me despertou atração, nunca me deixou com borboletas no estômago.
Bom... Não até você chegar.
Os olhos que refletiam meu oceano particular, o lugar que eu queria me perder. Seus olhos intensos como o céu, me fazia imaginar uma vida que nunca tive.
Quando te olhei, senti vontade de parar. Parar as viagens, sossegar um pouco, viver contigo, passar o sábado a noite no sofá sem reclamar. Me fez querer entrar naqueles programas de culinária da TV e ir pra cozinha arriscar. Você me fez parar.
Não era ruim, era o sossego que eu buscava, a paz que eu necessitava.
Era o jeito que você me olhava de canto, me encarava de um jeito sereno e intenso, que fazia com que tudo em mim fosse parte de você.
E então eu passei a amar azul, amar ao ponto de imaginar nossos filhos com os mesmo olhos.
Droga! Filhos?
Acho que foi tudo bem mais longe do que eu imaginava, mas não me importo, quero voar, caminhar, correr, andar os quilômetros que for, desde que eu vá. Desde que eu vá com você, amor.
Então vem cá, me trás esses olhos perto do meu, cola o nariz no meu e deixa eu me perder nos teus lábios.

2 comentários:

  1. Ai que fofura.. tão profundo como o oceano - não podia deixar de falar isso.. ba dum tss

    mas é tão bom quando alguém chega, toma esse espaço e nos desperta esse sentimento e essa vontade de voar.


    http://bookecoffee.blogspot.com.br/2017/04/nunca-fui-boa.html

    ResponderExcluir