BEDA #11 De Repente

12 abril 2017




Me apaixonei por você de repente, tão de repente que mal deu tempo de perceber. Pra mim sempre foi sério, todas as flores, sorrisos, promessas e juras de amor. Pra mim sempre foi sério a maneira como nossas mãos se encaixavam, sempre foi sério quando eu disse que nos teus braços meu coração batia mais rápido.
Pra mim as juras de amor eram reais, pra mim era sério e pra você, um jogo.
Eu acreditava no felizes para sempre, acreditava que poderíamos viver isso e você fez tudo se quebrar. Fez com que tudo em mim caísse cada vez mais, gradativamente.
Você tirou os sonhos, minha essência, tirou aquilo que eu acreditava e Deus sabe o quanto será difícil entregar meu coração novamente, Deus sabe o quanto estou machucada e o quando anseio por cuidado, mas sabe que não deixarei mais que qualquer pessoa entre em meu coração.
Então vá, siga a tua vida. Leve tudo de ruim, leve as peças do seu jogo particular. Vai e tranca a porta, não deixe nada pra trás, não quero encontrar suas coisas no caminho.
Eu prefiro sentir sozinha.

Um comentário:

  1. Eita, mulher! Mas que texto maravilhoso. Queria escrever assim. Me arrepiei inteira.

    É tão bom o momento em que nos sentimos autosuficientes e nos livramos do que nos faz mal <3 que.possamos sempre fazer isso e não nos permitir ser machucadas de novo.

    ResponderExcluir